Tipos de maquiagem para olhos

Roseane Mendes

A auto maquiagem pode parecer muito difícil, principalmente devido ao excesso de informações e técnicas que encontramos. Mas, para aprender a se maquiar é preciso arriscar. Acho que todas essas pessoas que nós olhamos e achamos que são os mestres dos pincéis, devem ter algumas makes passadas as quais não se orgulham. Tenho muitas amigas que já pagaram cursos com maquiadoras profissionais e que continuam dizendo que não sabem se maquiar. Porém, isso acontece porque elas não treinam. Não se arriscam. Não adianto de nada pagarmos cursos, assistir tutoriais se temos medo de colocar a mão na massa, se temos medo de errar. O medo de errar atrapalha em tudo na nossa vida, tudo mesmo.Estive pensando nisso, porque com essa quarentena algumas de nós pode ter o tempo que não temos em condições normais. Então, aproveitem que não será possível sair de casa se não for essencial e use parte do sue tempo para se colocar diante do espelho e praticar a auto maquiagem. Além disso, acho que esse tempo nos ajuda a ficar com a gente mesmo e com a cabeça mais leve. 

Outra coisa que pode confundir muito ao aprender a auto maquiagem por meio da internet é achar que existe apenas uma técnica correta. As técnicas são muitas e vocês precisam descobrir quais são as suas. Ver diferentes técnicas com a cabeça bem aberta vai facilitar muito o processo. Também é preciso entender que existe diferentes tipos de maquiagem. E neste caso não vou entrar na técnica de tipos de maquiagem para cada tipo de rosto. Nada disso. Acho que no primeiro momento antes de desejar deixar o olho maior ou os lábios mais carnudos, aprender a valorizar seus traços como eles são é muito mais relevante. Neste post vou mostrar os principais tipos de maquiagem para os olhos. Ou seja, não são os únicos tipos; mas são os mais usuais.

Tradicional V
Essa técnica que vamos chamar de tradicional V consiste em aplicar o tom mais escuro no canto externo do olho em forma de V. Observe que há uma degradação de tons. Não é para fazer uma asinha de barata (confesso que já fiz uma). 

Tradicional redondo


Essa técnica consiste em marcar o côncavo com o tom mais escuro arredondando também no canto externo. Essa técnica tem com referência o contorno do côncavo.

Arco



Essa técnica consiste em marcar o côncavo e finalizar essa marcação até o nariz, unindo-a com o contorno desse. 

Smokey eyes


O smokey eyes tradicional é feito nos tons de marrom e preto. O smokey (esfumado) é feito concentrando o tom mais escuro em toda a pálpebra móvel e esfumando até a pálpebra fixa.  

Smokey 3D



O smokey 3D usa a mesma técnica do smokey tradicional, porém no centro da pálpebra móvel é aplicado uma iluminação (o chamado ponto de luz).

Cut crease fechado



Essa técnica consiste em fazer um recorte no côncavo que parece um corte. Isso é feito com aplicação de um corretivo ou primer de forma bem marcadinha e aplicado em cima dele a sombra mais clara.

Cut crease aberto


É basicamente a mesma técnica do cut crease fechado, porém deixa o côncavo com finalização aberta e alongada. 

Semi cut crease



O semi cut crease finaliza com um esfumado no canto externo dos olhos. 

Essas são as técnicas mais comuns, porém a maquiagem é também uma expressão artística; portanto há muitas outras possibilidades. Espero que conhecendo o básico ajude na execução da auto maquiagem, porque facilita na hora de escolher a inspiração e a entender a técnica que está sendo aplicada.

Comentários