Cuna de lobos, a série da Televisa

Roseane Mendes

Como já é de conhecimento daqueles que seguem o blogue, eu sou telespectadora de novelas mexicanas e principalmente daquelas produzidas pela Televisa. A emissora mexicana segue com seu projeto Fábrica de Sueños que é uma produção de remakes de 12 grandes sucessos no formato de séries com 25 episódios. O primeiro "refrito" produzido foi La Usurpadora que já falei dele aqui.Outro remake já realizado é Cuna de Lobos que também está disponível na Prime Vídeo.

Cuna de Lobos é uma novela de 1986 que foi exibida no Brasil com o nome de Ambição no ano de 1991 pelo SBT. A versão de 86 conta a história de Catalina Creel Larios, uma vilã que entrou para o rol das mais perversas e inesquecíveis de todos os tempos. Casada com Carlos Lários um dos maiores empresários da indústria farmacêutica, mãe de Alejandro e madrasta de José  Carlos. Catalina não consegue esconder seu desafeto pelo enteado e para o desestabilizar, o faz acreditar por quase toda sua vida que ele é o responsável pela perda de um olho de sua madrasta. Isso o faz crescer cheio de traumas e inseguranças. Porém, essa perda nunca aconteceu. Catalina para manter sua posição e seu status social é capaz de qualquer coisa, inclusive envenenar o próprio marido. A partir da leitura do testamento de Carlos Larios,  é dada a largada para uma corrida de caça ao tesouro. Herdará a fortuna dos Larios o primeiro neto. José Carlos ainda é um homem solteiro. Alejandro está casado com Vilma, porém ela é estéril.

Alejandro e Vilma trama um plano diabólico. Alejandro seduz Leonora e a engravida, enquanto isso Vilma finge um gravidez. Assim que Leonora dá a luz, o casal rouba o seu bebê e passa a criá-lo como se fosse seu filho legítimo. Transtornada pelo roubo de seu filho Leonora vai para um hospital psiquiátrico. Tudo isso com a ajuda e cumplicidade de Catalina Creel. Para manter o segredo Catalina mata todos aqueles que ameace revelá-lo. 

Depois de um ano internada em um hospital psiquiátrico, Leonora volta disposta a tudo para recuperar seu filho; inclusive seduzir a José Carlos. Ela consegue se casar com ele, mas a essa altura está apaixonada e teme perder o marido quando ele descobrir tudo. Depois de muitas intrigas e assassinatos, Vilma e Alejandro decidem entregar a Leonora o seu filho. Vilma tem um câncer agressivo e precisa tratá-lo urgentemente e por isso decide abrir mão do menino que aprendeu a amar. Ela parte junto com seu marido para Houston em um avião que havia sido fretado para que José Carlos e Leonora fossem para a cidade estado unidense. Catalina havia mando sabotar o avião para se livrar do enteado e da nora, mas acaba matando ao seu filho. 

Na série, embora a premissa seja a mesma, algumas mudanças significativas foram feitas. Por ser uma obra de 25 episódios apenas, o ritmo precisa ser mais acelerado. Não vou contar detalhes, o enredo já sabem. Na série os fatos estão muito mais em torno da personagem de Catalina Creel. Alejandro não é casado e sim é homossexual apaixonado por Miguel. No momento que estou escrevendo este texto, estou no episódio número 18. Em Cuna de Lobos de 2019, a família Larios possui uma joalheria que é uma peça importante para o desenvolvimento da história. Cuna de Lobos de 2019 se assemelha mais a uma trama policial que a uma novela com muitos assassinatos e crimes que vão além da briga pela herança. Tenho gostado muito de tudo que assisti até o momento. Recomendo.

Comentários