Resenha: Salicyli C10 da La Roche-Posay

Roseane Mendes


A rotina de skincare (cuidados com a pele) está se tornando cada vez mais popular e junto a isso vem o conhecimento de substâncias que são benéficas para a nossa pele. É de conhecimento da maioria que a vitamina c é um antioxidante eficaz para a nossa pele. 

A La Roche-Posay em 2019 lançou o Salicyli C10, um serum para peles oleosas. Estou usando este produto a aproximadamente 2 meses. Ele é composto por 10% de vitamina C, esta seria a concentração em que é possível manter essa substância estável. Porém, há produtos que têm uma concentração maior e que garantem estar estável. Como não sou farmacêutica não posso fazer afirmações sobre este tema. O que posso dizer como usuária é que já usei produtos com concentração mais alta e achei a pele viçosas. 

Outra substância presente é o ácido salicílico que na concentração presente no produto promove uma leve esfoliação. A pele oleosa tem um processo de escamação e renovação um pouco mais lento que a leve normal,  por isso o ácido salicílico é um ótimo aliado para este tipo de pele. Embora a marca não fale, este ácido também funciona como anti-inflamatório o que ajuda na prevenção e tratamento da acne. Também está presente a neurosensine, outro anti-inflamatório. E claro! A famosa água termal de La Roche não ficaria de fora.

A marca promete uma pele iluminada com melhor textura, correção das rugas, tonalidade homogênea e redução dos poros dilatados. A indicação de uso é pela manhã com a pele limpa, seguido da aplicação de protetor solar com fator mínimo 30. 

Minha opinião

Vamos logo a parte polêmica! Combater rugas com cremes e serum é algo muito difícil e arrisco dizer impossível. Linhas finas são possíveis ser combatidas por cosméticos, porque por vezes elas são resultado da falta de hidratação da pele. 

Quanto a melhora da textura da pele, posso afirmar que ocorre mesmo. É possível perceber uma luminosidade e um viçoso. Porém, não há melhora de melasmas. 

Gostei muito do produto. Tem um ótimo rendimento o que faz com que valha o preço que custa. Embora não seja um produto baratinho, não arrisco dizer que é caro devido a qualidade. Claro! Eu sei que 229 reais é um preço alto para a maioria da população brasileira. Ao dizer que não diria que é caro, estou levando em consideração o valor dos concorrentes da marca e não nosso poder aquisitivo. 

Até breve!

Comentários