terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Descanse, pare, recomece e vença

Roseane Mendes



                 Não são poucas as vezes em que nos sentimos cansados. Cansados das nossas batalhas diárias que são muitas. Cansados das injustiças, do disse me disse, do trabalho, da falta de reconhecimento, e por aí vai... O que não nos falta é cansaço. 
                No momento em que nos recusamos a parar perdemos nosso rumo, nossa direção e aí parece que tudo que foi plantado jamais gerou frutos. O cansaço se torna maior e a vontade de parar parece ser invencível. Tentamos seguir enfrente, e lá vem algo te dizendo: "Você está cansado. Pare". Confiar está difícil, acreditar também, ter esperança cansa... cansa muito. 
                    No entanto, aprendemos que parar é para os fracos. As pessoas fortes não param, seguem em suas batalhas diárias contra tudo e contra todos. Até contra elas mesmas. Portanto, nos tornamos duros. Duros no trabalho, duros com os amigos, duros com a família. Porque estamos cansados, mas não deveríamos. Somos fortes. Então endurecemos, assim ninguém perceberá que queremos parar e consequentemente ninguém nos chamará de fracos. Não podemos, não devemos, não é certo reclamar. Reclamar atraí coisas ruins, sem falar que é coisa de fraco. E aí vamos nós... sufocando... ressentindo... aniquilando...não ouvindo... e não sendo ouvidos.
                É importante seguir adiante, sem reclamar, sem demonstrar fraqueza porque o mundo é para os fortes e pessoas fortes não se cansam. Elas não param nunca... O sorriso há muito tempo deixou de ser espontâneo, mas não podemos parar de sorrir. Ninguém pode saber que estamos cansados, que queremos parar.

                As desilusões existem, a ingratidão amarga, a maldade fere e a dificuldade complica. E tudo isso cansa. Mas, isso é vida. Podemos parar e nos queixar. Podemos nos sentir cansados. Tudo isso é para nós pararmos mesmo, refletirmos, questionarmos, não aceitar e começar tudo de novo. Do zero se necessário. Ser fraco é fingir que tudo está certo só porque as pessoas esperam que assim seja. Ser fraco é endurecer a ponto de não mais se desiludir, não achar que algo foi injusto e não se ferir com as maldades. Ser forte é se desiludir, porque confiou. Ser forte é reconhecer o gosto amargo da ingratidão porque você se doou. Ser forte é olhar nos olhos do maldoso e se sentir atingido na alma.
                 Porque se abandamos o nosso coração e paramos de nos sentir cansados das coisas ruins, se começamos a racionalizar tudo e vestirmos armaduras inflexíveis ficaremos retidos em nossas sombras. Parar é refletir, é buscar outros meios. Ficar retido é seguir em um ciclo de erros que nos são impostos e nem percebemos. 
               Portanto, paremos e descansemos. Nos afastemos de tudo que nos faz mal e de todo mal que pode está sendo plantado em nós. Queixemo-nos da ingratidão e não a aceitemos mostrando que somos gratos, e que esperamos gratidão porque isso é que é o natural. A ingratidão não é normal. Queixemo-nos da desilusão, porque sim... esperávamos mais. Devemos sempre esperar mais. Queixemo-nos da maldade porque essa não tem que ser aceita com mera resignação, tenhamos atitudes do bem e exijamos se preciso. Então que todos nós em algum momento: Descanse, pare, recomece e vença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale conosco