quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A gente ri quando vê, mas quem nunca?

Olá, turminha! Quarta-feira e hoje resolvi deixar meus cachos um pouco e contar uns "causos" para vocês. Estive vendo uma fotos de uns erros de maquiagem que algumas famosas cometem, rindo até a barriga doer, até que a consciência apitou e logo pensei: "estou muito macaco que senta no rabo para falar do rabo dos outros, eu já fiz um monte dessas coisas..." Assim, resolvi dividir com vocês algumas das minhas gafes. Nem esperem que vou colocar fotos minhas, pois não pretendo criar provas contra mim, mas vocês podem imaginar o que aconteceu. 


Panda invertido: Olhei a Paloma Bernardes e dei aquela risadinha, mas me esqueci que também já usei corretivo bem mais claro que a minha pele para disfarçar o panda que sou. E o resultado? Outro panda. E pior: panda preto do olho branco! Não me lembro bem quando foi que fiz essa pérola, mas garanto que não foi apenas uma vez que saí "linda de bonita" com a olheira toda branca. 





Contorno de boca mais escuro: Disso eu tenho um "causo" para contar. Quando eu tinha 12 anos, mais precisamente, 1996, estava rolando uma onda do contorno preto nos lábios. Jesus! O troço era feio demais! Então, pensem na menina de 12 anos que está começando a se maquiar e tem um batom rosa-choque e um lápis crayon [era assim mesmo que a gente falava] nas mãos? Tem como isso dá certo? Não tem! Eu saía igual a um filhote de cruz-credo com a boca rosa contornada de preto. Essa maquiagem da Pamela Anderson ainda está simpática. A minha era mais feia que bater em mãe. 

Dente sujo de batom: Clássico! Que atire a primeira pedra que nunca passou um batom vermelho ou rosão tipo o da nossa amiga Cláudia Raia e ficou com o dente sujo? Todo mundo já passou por isso. Se você ainda não passou, fique de olho, pois o fantasma do dente sujo pode estar te espreitando, esperando para atacar a qualquer momento. 



Borrou: Para acompanhar o dente sujo, nada mais apropriado que um batom borrado. Se a linda Sofia Vergara não escapou, por que nós simples mortais não borraríamos o batom? Mas vocês precisam entender que passar batom vermelho é quase uma arte, gente! Toda vez que vou usar costumo dar umas borradinhas e fico consertando com corretivo, pó, dedo. O tal do pincel parece que cria vida na minha mão e vai para onde quer. Para evitar o borrão faço duas coisas: rezo ou vou de batom claro. 


Base de tom diferente: Outro clássico! Você está aí, rindo da cara verde-Fiona da Kelly Osbourne, mas acertar a cor da base é tenso. Muita gente passa por isso. Já comprei base mais clara e andava na rua parecendo um fantasma. Já usei base mais escura e parecia que eu estava bronzeada, só no rosto. E quando você não passa direito e a coisa mancha? É uma tragédia. Há algumas bases mais líquidas que se você não espalhar rápido, cria aquelas bolas de base... já fiz isso também! Conversando com a Roseane, lembramos da nossa adolescência, quando a gente cismava de passar a base apenas em cima das espinhas. Vocês podem imaginar a coisa linda que ficava!... Acho que já cometi todos os erros possíveis de se cometer em relação à base. Mas a vida é assim, a gente erra, erra novamente e um dia acerta!

Então é isso, pessoas! Espero que tenham gostado e se tiverem alguma gafezinha bafo pra contar, não fiquem acanhadas, comentem aí! 

Bjos 

Tati

Créditos das imagens: getty images 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale conosco